Alagoas e Pernambuco Marmo Outdoors

Alagoas e Pernambuco


Alagoas e Pernambuco: Conheça o litoral destes dois estados passando pela Rota Ecológica

Alagoas, Maceió. Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo
Alagoas e Pernambuco. Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo

Tenho muitas lembranças boas desta trip por Alagoas e Pernambuco. A primeira vez que fomos para lá, estava grávida de seis meses. Esperando o meu filho maravilhoso. O que me lembra das regras de viajar se você está esperando um bebê. Até 27 semanas de gestação não há problemas em viajar de avião. No entanto, entre 28 e 36 semanas de gestação a maioria das empresas aéreas requer um atestado do obstetra autorizando a gestante a viajar. Visite o meu outro posto Restrições para viajar de avião grávida!

Após 36 semanas de gestação poderá viajar apenas acompanhada pelo médico e em questões emergenciais. O atestado médico é válido por 7 dias, então é bom ter em mente com quantas semanas de gestação você estará na volta. Fomos com a Gol e voltamos com a Avianca e não tivemos problemas em relação à isso! Uns dias antes viemos de Dubai para São Paulo com a Emirates Airlines e também foi super tranquilo viajar internacionalmente estando grávida!

Voltando ao assunto, Alagoas e Pernambuco são dois dos estados mais bonitos do Brasil, suas praias de água cristalina e piscinas naturais encantam a todos. Fomos em janeiro, alta temporada, por isso nos planejamos muito bem antes. Passagens aéreas e hotéis tudo com antecedência.

É claro que alguns probleminhas sempre surgem no caminho. Fizemos a reserva de um quarto de hotel na Praia da Pajuçara, onde fica a orla com feirinha de artesanato, e colocamos na observação da reserva que chegaríamos de madrugada, já que o nosso voo para Maceió pousava as 3:30 da manhã. Claro que chegamos lá e não havia quarto no hotel àquela hora. Como estava grávida o pessoal do hotel nos deixou deitar no sofá da recepção (roubada!!), e, assim que o sol nasceu, o gerente do hotel ficou com a consciência tão pesada que nos ofereceu um flat no prédio do outro lado da rua. Nele tinha cozinha, um quarto e uma sala. Nos demos bem nessa, mas realmente não se pode contar muito com a sorte e é sempre bom dar uma ligada no hotel confirmando a reserva antes de chegar lá. Em Maceió é tudo meio informal mesmo.

No outro dia fomos atrás de um carro para alugar na parte da manhã. Também tivemos um pouco de dificuldade em achar um por causa da alta temporada. Conseguimos o ultimo carro de uma locadora de veículos e ele não era lá aquelas coisas (é por isso que nas nossas futuras viagens gostamos de reservar e confirmar tudo com bastante antecedência).

Seguimos dirigindo pelas praias de Alagoas, o bom de lá é que o litoral é curto e dá pra conhecer a maioria das praias em apenas algumas horas. No primeiro dia seguimos em direção ao sul do Estado e decidimos conhecer a Praia do Gunga. Ela fica numa espécie de esquina e é cercada por fazendas de coqueirais. Aliás, é o que mais se vê em Alagoas, coqueiros. O acesso à praia é através de uma dessas fazendas que é propriedade privada. A praia é linda, dá para relaxar na água extremamente azulada ou passear nas falésias. Também tem passeios de buggys nas dunas. Apesar da beleza da praia, não me agradou o tanto de pessoas que levam comida e materiais recicláveis e simplesmente abandonam tudo na areia (ou até mesmo no mar) quando vão embora. No fim de tarde podia- se observar muitas latinhas de cerveja na beira do mar. Uma pena.

Praia do Gunga. Alagoas. Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo
Praia do Gunga. Alagoas. Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo
Praia do Gunga. Alagoas. Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo
Praia do Gunga. Alagoas. Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo

Na saída subimos no mirante da fazenda de coco, tem uma vista maravilhosa para a praia e para os coqueiros. Vale a pena subir a escadaria, pois a vista é fenomenal. E o sol se põe atrás dos coqueirais.

Vista do Mirante da Praia do Gunga. Fazenda SoCoco Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo
Vista do Mirante da Praia do Gunga. Fazenda SoCoco Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo

No dia seguinte fomos até as piscinas naturais da Pajuçara. Uma jangada nos levou até lá, as piscinas naturais ficam a mais ou menos dois quilômetros da costa e somente podem ser observadas na maré baixa. A tabela de marés pode ser verificada no site da Marinha do Brasil http://www.mar.mil.br/dhn/chm/box-previsao-mare/tabuas/

Em todas as piscinas naturais de Alagoas e Pernambuco existem fotógrafos que tiram fotos submersas e vendem em um CD. Pajuçara não podia ficar de fora e geralmente cobram 20 reais por um CD com 15 fotos. Em torno das piscinas ficam os catamarãs-restaurantes onde vendem bebidas e petiscos. No dia que fomos a maré estava baixa na parte da manhã.

Piscinas Naturais da Pajuçara. Maceió, Alagoas. Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo
Piscinas Naturais da Pajuçara. Maceió, Alagoas. Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo

À tarde fomos até a Praia do Francês, no município de Marechal Deodoro a 33 km de Maceió. A cor da água é maravilhosa e lembra as praias do Caribe. Dá para curtir a praia, visitar as piscinas naturais e comer nas barracas ao longo da praia, especializadas em petiscos e frutos do mar.

Ao lado direito da Praia do Francês fica o Point dos Surfistas com ondas fortes e longe do agito da praia.

Praia do Francês. Alagoas Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo
Praia do Francês. Alagoas Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo

À noite jantamos em um restaurante de comida típica nordestina. O restaurante oferece um sistema de Buffet self service e há centenas deles em Alagoas e Pernambuco. Recomendo provar o feijão verde, a carne de sol com queijo coalhado, tapioca, cuscuz de milho, pratos com frutos do mar e peixada com pirão. Há inúmeras opções de pratos típicos. Os sucos naturais também são uma ótima opção para quem gosta de conhecer os alimentos e frutas típicas de Alagoas. Cada dia provava uma fruta diferente: mangaba, jaboti, pinha, graviola, cajá, sapoti, pitanga, entre muitas outras.

Após o jantar demos uma volta na Orla para conferir a Feira de Artesanato de Pajuçara. A feira oferece artesanato de todo o Nordeste e os preços são acessíveis, perfeito para quem quer levar umas lembrancinhas de Alagoas de volta para casa. São mais de 200 barracas que abrem a noite. Compramos até quadrinhos de pintura a Óleo. O bom da Feira é a sua localização perto da maioria dos hotéis e restaurantes.

No outro dia acordamos cedo para visitar a Foz do Rio São Francisco, onde o Rio encontra o Oceano. Fica a 135 km de Maceió em uma cidade de apenas 12 mil habitantes chamada Piaçabuçu. A região possui o maior banco pesqueiro de camarões. O encontro das águas se dá em meio a dunas com imensos coqueiros e lagoas de águas azuis. Fizemos o passeio de barco que percorre a Foz até o encontro das águas passando por entre as dunas. Dura em média 45 minutos.

Foz do Rio São Francisco, Alagoas Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo
Foz do Rio São Francisco, Alagoas Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo

O passeio é comprado ali mesmo no vilarejo de Piaçabuçu. O acesso até a cidade é pela AL-101 a partir da Praia do Francês. Recomendo o passeio. O visual nas lagoas que se formam entre as dunas é de tirar o folego, se assemelham a oásis. No retorno para Maceió pegamos um pouco de trânsito e foi um dia muito cansativo, porém maravilhoso.

Foz do Rio São Francisco, Alagoas Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo
Foz do Rio São Francisco, Alagoas Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo

Pela manhã, outro dia em que acordamos super cedo para aproveitar muito bem o dia. Aliás, no verão de Alagoas o Sol nasce já às cinco da manhã e o calor é intenso. Seguimos rumo a Pernambuco para visitar Porto de Galinhas e Olinda. Pode-se chegar até Pernambuco pela BR -101 que é o caminho mais rápido, ou pode-se ir pela AL -101 e PE -060 que foi o que fizemos. Demora mais para chegar, mas o caminho é espetacular e vai beirando as praias entre os estados do Alagoas e Pernambuco. A distância entre Maceió e Recife é 266 km.

Rota Maceió até Recife
Rota Maceió até Recife. Ilustração Guia 4 Rodas

No caminho entre Alagoas e Pernambuco, a 50 km de Maceió para o Norte passando Barra de Santo Antônio, tem uma rota chamada Rota Ecológica onde uma balsa leva até o outro lado, o lugar é cheio de pousadas e restaurantes. A estrada principal retorna o seu caminho em Maragogi. Recomendo pegar a balsa, no entanto muita atenção ao carro nesta hora, pois a estrada de chão batido que leva até a balsa é cheia de pedras e rachou o tanque de gasolina do nosso carro alugado. Deu muita dor de cabeça depois. Chegando a Recife paramos em um mecânico que fez um remendo no tanque para podermos seguir viagem

Balsa da Rota Ecológica. Photo by Ana Holske Marmo #ana.marmo
Balsa da Rota Ecológica. Photo by Ana Holske Marmo #ana.marmo
Balsa da Rota Ecológica. Photo by Ana Holske Marmo #ana.marmo
Balsa da Rota Ecológica. Photo by Ana Holske Marmo #ana.marmo

No caminho paramos em Maragogi para visitar as piscinas naturais chamadas Galés. As maiores do Nordeste. Para chegar até lá é preciso ir de Catamarã, porém nem todas as empresas que realizam este passeio levam até as Galés. Desde 2010 as Galés suportam somente um numero limitado de visitantes por dia, para a preservação das piscinas naturais. As empresas revezam entre as Galés, Barra Grande e Taocas. Todas lindas, porém menores.

Catamarã em Maragogi Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo
Catamarã em Maragogi Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo

O passeio até as Galés leva em torno de 30 minutos e a permanência nas piscinas naturais dura uma hora e 30 minutos. Os catamarãs possuem uma estrutura de bar-restaurante onde servem bebidas e petiscos. Também alugam snorkel e colete salva-vidas. É possível observar os peixinhos e corais. E para quem quiser apenas relaxar, as piscinas oferecem água na temperatura ideal para um mergulho.

lagoas e Pernambuco. Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo
Piscinas Naturais, trip Alagoas e Pernambuco @ana.marmo

Ficamos acomodados em um Hotel na Praia de Boa Viagem. Nesta época do ano a praia estava fechada para turistas, pois os ataques de tubarão são frequentes.

Nossa viagem segue para Porto de Galinhas, perfeito para quem quer apenas relaxar e curtir uma praia. Sem badalações e sem muitas pessoas lotando o lugar. Mais uma praia de piscinas naturais onde se pode observar os peixinhos e relaxar nas redes voltadas para o mar. Há varias pousadas charmosas para curtir um clima bem praiano.

Porto de Galinhas Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo
Porto de Galinhas Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo

À noite fomos até Olinda que fica a apenas 7 km de Recife. Olinda é declarada patrimônio cultural e histórico da humanidade por ser uma das mais antigas cidades brasileiras. A cidade é bem colonial e nota-se pela construção das casas e igrejas típicas do período Brasil Colônia. Se você não gosta de muito agito é melhor ficar longe de lá no Carnaval, pois Olinda ferve com o frevo. A Rua do Amparo conta como uma ótima opção de lazer com diversos bares e restaurantes.

Olinda. PE @ana.marmo
Olinda. PE @ana.marmo

O dia seguinte foi nosso último dia de viagem e decidimos passear pela Praia da Boa Viagem, apesar de estar fechada para o mergulho pudemos observar os artistas locais criando figuras na areia. Verdadeiras obras de arte.

Praia da Boa Viagem. Recife. PE Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo
Praia da Boa Viagem. Recife. PE Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo

Mais fotos:

Piscinas Naturais da Pajuçara Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo
Alagoas, Maceió. Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo
Praia de Maragogi Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo
Praia de Maragogi Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo
Estrada para a Praia do Gunga
Estrada para a Praia do Gunga. Trip Alagoas e Pernambuco @ana.marmo
Piscinas Naturais da Pajuçara Photo By Ana Holske Marmo @ana.marmo
Piscinas Naturais da Pajuçara Photo By Ana Holske Marmo @ana.marmo trip por Alagoas e Pernambuco
Praia do Gunga Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo trip Alagoas e Pernambuco
Praia do Gunga Photo by Ana Holske Marmo @ana.marmo trip Alagoas e Pernambuco
Please follow and like us:

4 opiniões sobre “Alagoas e Pernambuco”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *